sexta-feira, 13 de maio de 2011

Gasolina cara? Abasteça seu carro na Argentina


Com o aumento dos preços dos combustíveis, tanto o álcool como a gasolina, parece que novamente voltou à moda aqui na fronteira a compra de gasolina na Argentina. Como é relativamente fácil ir até um posto no país vizinho, muitas pessoas estão aproveitando a oportunidade de economizar.
Muita gente ainda tem dúvidas sobre como fazer para abastecer lá na terra dos nossos hermanos. Aqui vão algumas dicas, na forma de perguntas e respostas.
1. Eu consigo abastecer com álcool na Argentina?
Não. Apenas no Brasil há álcool disponível para abastecimento. Se for à Argentina, os únicos combustíveis que vai conseguir são o diesel e a gasolina.
2. Posso comprar gasolina na Argentina e trazer em galões para o Brasil?
Não. Pela legislação atual, só é permitido o abastecimento com combustível argentino. Ou seja, o combustível só pode entrar no Brasil dentro do tanque de combustível dos automóveis.
3. A gasolina argentina é diferente da brasileira?
Sim. Teoricamente, é até melhor. Como sabemos, a gasolina no Brasil é misturada com até 20% de álcool. Na Argentina, como não há alcool, não há a mistura.
4. Posso ter problemas no meu carro usando gasolina da Argentina?
Sim. Como os nossos carros possuem regulagem para a octanagem da gasolina brasileira, podem ocorrer diversos problemas de compatibilidade, dependendo da marca. Alguns carros falham e outros perdem potência, porém a maioria dos carros funciona bem.
5. Qual tipo de gasolina argentina eu devo colocar no meu carro?
Isso depende. Há pessoas que preferem colocar a "premium". Outros já colocam a normal e o carro não apresenta problemas. Em geral, recomenda-se colocar a gasolina Super, que é uma versão intermediária.
6. Quanto eu economizo se abastecer na Argentina?
Isso depende. Os preços variam de posto para posto. Vai depender também do tipo de gasolina. No caso da gasolina comum, a economia é grande. Já na "premium", não tanto assim. Também há o problema cambial. Lembre-se que na Argentina, a moeda local é o Peso, podendo flutuar em alguns dias para mais ou menos. Atualmente, 1 Real pode comprar 2 pesos, ou seja a cotação é de cerca de R$ 0,50 para cada Peso.
7. Posso pagar com cartão de crédito?
Sim, porém dependendo do local, do horário e do dia da semana, há postos que não aceitam cartão de crédito, ou dólar. Apenas moeda local em cash.
8. Qual o melhor posto para abastecer na Argentina?
O melhor posto, neste caso, seria o que fosse mais próximo da fronteira. Assim, os custos de deslocamento seriam menores, aumentando a economia. Sendo assim, o mais recomendável seria o YPF que fica bem próximo à Aduana argentina, em frente ao cassino. Infelizmente, devido à grande procura, este posto muitas vezes não tem gasolina disponível, ou então apenas as versões mais caras.
9. Quais os tipos de gasolina disponíveis?
Em geral, há 3 tipos: comum, super e premium.
10. Quais os preços da gasolina na Argentina?
Depende do posto. Entretanto, no dia 12 de Maio, os preços no posto em frente ao cassino eram:
Super: 4,690
Premium: 5,359
Nota: a comum não estava disponível, sequer havia preço divulgado.
11. Vale a pena abastecer na Argentina?
Essa pergunta é difícil de responder. Muitas vezes, há filas imensas, os frentistas não oferecem bom atendimento, mas o preço é com certeza menor. Para quem tem tempo e paciência, pode ser uma boa opção.