segunda-feira, 17 de maio de 2010

O meu Pen Drive é falso ou verdadeiro?

Depois de tudo planejado, você vai ao Paraguai, com uma lista de compras interminável, que mais lembram os papiros do antigo Egito. Dentre todas as coisas que você quer comprar, mais as encomendas, está o sempre útil pen drive. Este que outrora foi objeto de desejo, atualmente nada mais é do que um modo de armazenar seus arquivos, como os antigos (como eu) faziam com seus disquetes.

Certamente você vai querer dar aquela incrementada, tentando achar o menor modelo, ou o de maior capacidade. Afinal de contas, você deve pensar que uma vez no Paraguai, merece o mais moderno e de preferência, mais barato também.

Vcoê chega com aquela modesta intenção de comprar no máximo 2, com no máximo 4 GB de capacidade cada. Afinal para que mais? Aí, ao andar pelas lojas, camelôs e ambulantes, você começa a achar tudo barato e pensa: "vou levar um de maior capacidade! Um não, dois! Talvez 3!". Nisso, você já vai pensando na cara de felicidade dos irmãos, da namorada, tios, vizinhos, cachorro. Talvez você ainda pense: "Por que não um de 64 GB, afinal, esta é a chance!". Quando você cai na real, percebe que um modelo de 64 GB não é tão barato assim, afinal, custa algo em torno de 200 dólares. Mas você não desiste e finalmente encontra um camelô, te vendendo um novinho em folha, na embalagem, por algo em torno de 30 dólares. Você quase não acredita: "uau, 64 GB por 30 dólares!!!". Negócio da China, ou melhor, do Paraguai. Lamento dizer, mas você terá acabado de cair na maior roubada. Provavelmente não vai funcionar, ou terá uma capacidade bem menor do que o informado.

A Kingston já vem alertando sobre a onda de falsificações, inclusive com uma página do site somente para verificar se o número de série confere com o original ou se é uma falsificação. Você pode ver em:
www.kingston.com/Brasil/verify/verifyflash.asp.

Portanto, tenha muito cuidado: o barato pode sair caro. Quais as precauções a serem tomadas? Em primeiro lugar, vale o bom senso. Não adianta achar que está levando vantagem, porque certamente não estará. Comprar pen drives de camelôs é tarefa de alto risco. Caso você insista em comprar na rua, jamais escolha os de maior capacidade. Compre no máximo o de 2 GB, porque a chance destes modelos terem menor capacidade é pequena. Mas ainda assim, podem ser falsificados. Não seja ganancioso, evite estes falsos bons negócios.

Tente comprar sempre em lojas, porque será mais fácil reclamar depois. Não se esqueça que existem falsificações tão perfeitas que o próprio Windows indica a capacidade falsa. Você só percebe o engano quando vê a mensagem "dispositivo de armazenamento cheio" quando tenta gravar alguma coisa nele.

Aproveite as dicas e divirta-se!





Nenhum comentário: